Brasil demandará mais de 1 milhão de trabalhadores para o setor industrial até 2015

Os dados do Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), revelam uma carência de 1,1 milhão de profissionais especializados entre 2014 e 2015 em todo o país. Na pesquisa divulgada no ano passado, no índice de distribuição regional, por exemplo, o Centro-Oeste aparece com 5,5% da demanda nacional de qualificação (vide figura abaixo para as demais distribuições regionais). Desse total, 80% da demanda corresponderão aos profissionais com cursos de até 200 horas, 14% de nível técnico e 6% de nível superior.

Maior demanda será por profissionais com formação de curta duração (até 200 h) - Site da Soldagem

O Mapa do Trabalho de 2012 mostrou, ainda, a propensão das indústrias na contratação de profissionais polivalentes, com capacidade para desempenhar várias funções. Trabalhadores com a característica de visão sistêmica do fluxo produtivo e capacidade de gerenciamento também são muito requisitados. O presidente do Sistema FIEMET, Jandir Milan, diz que a falta de profissionais é um problema constante de qualquer indústria e também uma preocupação da Federação. “Para que exista uma indústria forte é preciso que existam profissionais qualificados que permitam o aumento da produtividade industrial. Por outro lado, um cidadão que estuda tem acesso a um bom emprego, um salário melhor, e, consequentemente, eleva a qualidade de vida de toda a família. Um ciclo virtuoso em que todos os setores da economia ganham”.

Fonte: Sistema FIEMT

Localização

Av. Dr. Clemente Ferreira, 554
Vila Rezende - Piracicaba, SP

Telefones: 19. 3421.7681 / 3423.1611 / 2533.3400

atendimento@saoluizlocacao.com.br
comercial@saoluizlocacao.com.br

Site desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)